Depois de uma reunião Setorial de Bares e Restaurantes com representantes do Governo, que contou com a participação do presidente do SinHoRes Osasco – Alphaville e Região, Edson Pinto, também representando a Federação de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado de São Paulo (FHORESP), bem como, de outras entidades, da Secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, e o Secretário de Turismo, Vinicius Lummertz, o Governo do Estado de São Paulo anunciou a medidas que compõe um pacote de ajuda emergêncial para o setor de bares e restaurantes, atendendo praticamente todos os itens do ofício que a FHORESP entregou ao Governo.

Durante a coletiva da tarde de quarta-feira, 03/02, Edson Pinto foi citado pela Secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen como articulador junto ao governo do pacote emergencial. Na coletiva, além do fim da Fase Vermelha aos finais se semana, foi anunciado as seguintes medidas:

– Suspensão dos cortes por falta de pagamento de Água e Gás, até 30 de março. As distribuídora de agua e gás, deverão disponibilizar parcelamento dos débitos, em até 12 meses;

– R$ 125 milhões de crédito serão oferecidos, exclusivamente para setores do Turismo, Eventos, Bares e Restaurantes, pelo Desenvolve SP e Banco do Povo;

– Suspensão dos protestos de inscritos na dívida ativa, possibilitando a aquisição de empréstimos e parcelamentos de dívidas

Segundo Edson Pinto, o governo teve a sensibilidade necessária para reverter rapidamente a Fase Vermelha, já que o setor não suportaria mais um final de semana fechado. “As pessoas não estão contraindo Covid em nossos estabelecimentos e nem no comércio em geral. Possuímos rígidos protocolos higiênico-sanitários, distanciamento entre mesas, capacidade reduzida a 40% da capacidade, uso de máscara, álcool em gel etc. Estamos comprometidos com a vida e com a ciência”, afirmou o Presidente do SinHoRes. “Uma das causas dessa rápida reversão por parte do governo, sem dúvida foi a ação do SinHoRes, em parceria com ACIB – Associação Comercial de Barueri (que coordena as Associações Comerciais na Região) e o Sincomercio, que oficiaram ao CIOESTE dando total apoio aos prefeitos para atuar junto ao governo em defesa dos empregos e das empresas, comprometidas que estão com os protocolos do Plano São Paulo. Assim, quero fazer meu agradecimento pessoal ao Moacyr Félix e ao Rafael Paes, presidentes dessas entidades por estarmos juntos nessa iniciativa pioneira e coroada de êxito.

Confira o ofício AQUI