Na última sexta-feira, 19/1, o governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, vetou o Projeto de Lei 86/2016, que tinha como pretensão instituir a “Segunda sem Carne”, que proibiria o fornecimento de carnes e seus derivados às segundas-feiras, ainda que gratuitamente, nas escolas de rede pública de ensino e nos estabelecimentos que oferecem refeição no âmbito dos órgãos públicos, além de prever multa equivalente a R$ 7.500 em caso de descumprimento.

O SinHoRes Osasco – Alphaville e Região comemora a decisão do governador que já havia se posicionado contra o projeto considerando-o equivocado e inconstitucional. “Parabenizamos a decisão do governador que defendeu a liberdade de escolha das pessoas em relação à alimentação, qualidade nas refeições das crianças das escolas públicas, bem como o livre mercado que seria altamente prejudicado pela escolha pessoal de um parlamentar imposta a todo o estado”, finaliza Edson, que também é Conselheiro Titular do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional de São Paulo (Consea-SP), órgão de assessoramento ao Governo do Estado que tem por objetivo propor ações de segurança alimentar e nutricional sustentável.

O SinHoRes Osasco – Alphaville e Região foi uma das primeiras entidades a se posicionar contrariamente ao PL e chegou a tratar do assunto com o Secretário Estadual da Agricultura e Abastecimento de São Paulo, o deputado federal Arnaldo Jardim.