Uma das medidas conscientes que está sendo estimulada para a contenção do avanço do coronavírus pelas autoridades de saúde é o isolamento voluntário. 

Com isso, o delivery cresce como opção para os consumidores, mas também para as empresas. 

Quem ainda não tem esse serviço tem de aproveitar e criar esse canal para os clientes, até mesmo para evitar o grande baque de faturamento que a desaceleração da economia está sofrendo. 

Entenda o mercado

O setor de alimentação fora do lar será um dos segmentos mais impactados pela pandemia ocasionada pelo novo coronavírus no Brasil.  

Porém, isso pode ser compensado pelo crescimento dos pedidos através do delivery. Isso é o que preveem os especialistas do mercado de food service. 

Com o aumento da entrega em domicílio ou a retirada no restaurante abre um novo mercado para restaurantes que ainda não atuam neste segmento.

Embora em muitas cidades não exista ainda regras restritivas de circulação dos clientes ou ordem de fechamento, muitos estabelecimentos estão se antecipando e implantando o serviço de delivery. 

Delivery de comida

A chegada do novo Covid-19 vem ocasionando mudanças em todos os setores.

Tudo mudou muito rapidamente e por isso empreendedores precisam se posicionar e pensar em iniciativas que mantenham suas finanças em segurança. 

Assim a iniciativa que parece ser capaz de salvar os restaurantes e similares é apostar no delivery.

Como operar delivery com o Covid-19

Ao operar um delivery é necessário fazer a higienização da sua cozinha, já que os alimentos podem ter contaminação.

Manter o local arejado, usar luvas em manuseios específicos pois a recomendação é lavar as mãos, máscaras e a utilização do álcool gel, também irão ajudar. 

Os próprios aplicativos de delivery como Rappi, iFood e Uber Eats estão recomendado algumas atitudes que podem ajudar ainda mais, como:

  • Realizar o pagamento online;
  • Lavar as mãos sempre que possível;
  • Instruir que o entregador deixe a comida na porta do cliente sem contato direto com o cliente;
  • Oferecer auxílio para os motoristas e entregadores diagnosticados com Covid-19;
  • Higienização dos veículos e uso de álcool gel. 

Entrega de comida x Coronavírus

A dica é focar nas entregas, porém não se esqueça que para realizar esse trabalho você vai precisar de entregadores, que também precisam se proteger.

Esse profissional também precisa de assistência, você pode realizar ações como:

  • Incentivar a higienização das mãos sempre que possível;
  • Utilizar álcool em gel constantemente entre uma entrega e outra;
  • Não ter contato físico com o cliente;
  • Usar luvas na hora do pagamento, especialmente na hora de operar máquinas de cartão.

Como fazer entregas do seu delivery sem contato?

Esse tipo de entrega existe por três fatores.

O primeiro é impedir que o estabelecimento quebre. O segundo é prezar pela segurança do entregador. E o terceiro ponto é manter o cliente longe do coronavírus. 

Essa entrega funciona da seguinte maneira: O cliente realiza o pedido através das plataformas de entrega de comida e escolhe a opção de pagamento online para que não tenha contato com o entregador. 

Após isso o cliente pode solicitar por chat que o entregador deixe á sua porta o pedido ou solicitar no aplicativo se tiver essa opção disponível. Assim terá o mínimo de contato possível com quem está entregando o alimento. 

Cautela no seu delivery

O foco sempre será com a higiene, então redobre o cuidado. Não adianta o entregador cumprir rigorosamente todos os passos, se a comida foi preparada de forma indevida.

Por isso, treine sua equipe e reforce a responsabilidade deles. Deixe sempre o álcool gel e materiais de limpeza extra, tanto para o local quanto para os funcionários. 

Fonte: Sischef