Nessa quinta-feira, 22/8, o presidente do SinHoRes Osasco – Alphaville e Região e vice-presidente de Relações Governamentais da Fhoresp (Federação de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado de São Paulo), Edson Pinto, participou de reunião para planejamento de ações em relação a cobrança do imposto diferido sobre os pescados que está sendo cobrado pela Fazenda Estadual.

“Ficou acertado, na reunião, que levaremos o pleito de todos os SinHoRes do Estado (são 24 sindicatos) ao governador João Doria. Os sindicatos representados pela Fhoresp e pela CNTur (Confederação Nacional do Turismo) entendem que, embora já tenhamos conseguido da Fazenda o parcelamento do pagamento em até 60 vezes, a cobrança de impostos passados é indevida”, afirmou Edson.

O momento de crise econômica que atravessa o setor é grave e os elevados valores que estão sendo cobrados levarão ao fechamento, demissões e aumento significativo dos preços desse produto ao consumidor, praticamente inviabilizando que as famílias de baixa renda possam consumir pescados no estado de São Paulo. A categoria confia no bom senso do governador João Doria para solucionar essa questão.