Em 09/02, o presidente do SinHoRes Osasco – Alphaville e Região, Edson Pinto, participou de reunião com o secretário Executivo de Turismo do Estado, Guilhermo Miranda, representando o secretário Vinicius Lummertz, e presidentes de diversos SinHoRes do Estado de São Paulo.

Na ocasião, Edson Pinto, entregou um ofício da FHORESP – Federação de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado de São Paulo, entidade Sindical Patronal de 2º grau, que reúne 24 Sindicatos Empresariais de 1º grau (SinHoRes), que representa 300 mil empresas que geram cerca de 1 milhão em empregos diretos no Estado.

Nesse documento a categoria solicita autorização para atendimento local em bares e restaurantes, servindo apenas pessoas sentadas; sem atendimento no balcão ou na calçada; período de 6 horas seguidas ou 4×4 (fragmentadas entre almoço e jantar); até as 22:00 horas; 40% da capacidade de lotação e cumprindo todos protocolos do Plano SP, nas localidades que se encontram na Fase Vermelha.

Ele destaca que, a FHORESP, desde fevereiro de 2020, vem apoiando todas as medidas do Governo do Estado diante da COVID-19, em promover uma retomada gradual e consciente das atividades empresariais, baseada na ciência e na saúde e que o macro setor do turismo é o mais afetado economicamente, tendo em vista sua dinâmica eminentemente social, além disso, o segmento de bares e restaurantes é talvez o maior gerador de empregos no estado, associado a um baixo investimento.

O representante do Governo ouviu o pleito dos representantes de toda a categoria econômica de hotéis, bares e restaurantes que solicitam a flexibilização dos municípios que se encontram na Fase Vermelha, permitindo o funcionamento da atividade, com restrições e respeitando todos os protocolos do Plano São Paulo. “Nossa categoria precisa estar unida porque todos sabemos como é devastador o fechamento dos estabelecimentos no meio dessa crise econômica provocada pelo coronavírus”.

Confira o ofício aqui.