Você cliente já fez reserva em um restaurante e simplesmente não compareceu? E você empresário, quantas vezes passou por essa situação de ter feito reserva para o cliente e ele não comparecer?

Essa situação que pode parecer “normal” para o cliente, traz não apenas transtornos, como prejuízos financeiros para os restaurantes.

Os restaurantes que trabalham com reservas, geralmente, as fazem para poderem se planejar e evitar desperdícios e prejuízos.

Quando reservas são feitas, existe toda uma logística para o recebimento desses clientes. Quando estes faltam, todo o planejamento fica prejudicado e quem arca com os prejuízos como a sobra de comida, as mesas que permanecem vazias à espera dos clientes que não chegaram e que poderiam ter sido ocupadas por clientes que chegam na hora no local, os custos com os funcionários são os restaurantes.

O não comparecimento, independe do tamanho do restaurante, mas os que tem maior capacidade de atendimento, como espaço, estrutura física, funcionários e geralmente, muito requisitados, são os que mais sofrem com essa prática.

O custo maior de operação de um restaurante é com pessoal, logo, quanto maior o número de reservas, maior o número de funcionários.

No Bistrô, o não comparecimento, traz prejuízo maior no faturamento em comparação ao estoque e à comida não servida.

Já nos restaurantes que trabalham com o menu degustação, cada cadeira vaga, representa maior custo para os restaurantes. E quando a reserva é feita para um número maior de pessoas e comparecem um número menor, o prejuízo também é grande porque a cozinha se planejou para servir comida para um número maior.

Buscando contornar o problema

Na busca de evitar prejuízos, cada restaurante cria a sua estratégia: sistema online de reservas, que ao serem concluídas, enviam automaticamente e-mails, e mais próximo à hora reservada, um SMS; tempo de tolerância; envio de e-mails solicitando a confirmação da reserva e ligações telefônicas.

No Brasil é raro cobrar por taxa de reserva, prática comum na Europa, por exemplo.

Seja qual for o modelo do restaurante, o não comparecimento reservado, trará prejuízos ao faturamento!

Já na hotelaria, o problema é ainda mais grave, pois um apartamento que foi previamente reservado, em caso de não comparecimento, jamais será vendido e o prejuízo é certo. Por isso os hotéis costumam cobrar taxas em caso de cancelamento da reserva.

É preciso que assim como os consumidores estão cada vez mais exigentes, também haja um amadurecimento e estejam cientes da necessidade de cancelar suas reservas com a antecedência mínima suficiente para evitar prejuízos à empresa. Esse é o retrato de um mercado e de uma sociedade avançada.