Turismo de bem-estar é aquele em que o destino escolhido leva em conta fatores como qualidade de vida, lazer, saúde, relaxamento, paz de espírito entre outros.

A prática do turismo de bem-estar tem como indicador o uso de recursos naturais e/ou artificiais como: mar, sal, água, lodo, areia, conchas, flores, águas termais, minerais e propriedades da Terra.

Com essa modalidade de turismo em alta, os empreendimentos hoteleiros, bem como os SPAS, tem investido pesado, oferecendo serviços diferenciados que proporcionem melhorias na estadia dos clientes que se hospedam nesses lugares (funcionários preparados e estrutura adequada) em busca do bem-estar.

O setor turístico foi um dos que mais cresceu dentro dessa modalidade, que também envolve gastos médicos, fitness e tratamentos de perda de peso, entre outros itens.

No Brasil, o turismo de bem-estar se destaca em águas termais ou minerais e parques aquáticos. O mercado interno tem crescido por causa da crise econômica e a consequente elevação nos preços do dólar e do euro.

O País é um dos líderes da modalidade, na América Latina que movimentou US$ 30,4 bilhões em gastos em 2015.

Bem-Estar foi o tema da coletiva de imprensa, realizada, no dia 11 de julho, numa das unidades da companhia Accor em São Paulo.

Atenta ao mercado de Bem-Estar, que segundo dados levantados pela corporação, deve crescer 9% em 2017, quase 50% a mais que o turismo global, a Rede Accor, implementa ações para atender esse público.

A empresa pretende que os hóspedes comprem a sua ideia compreendendo os hotéis como cenário e estilo de vida, baseados no pensamento Wellness – que tem como pilares, Sono, Alimentação, Esporte e Spa, onde a adoção de hábitos mais saudáveis e a prática regular de esportes não são considerados supérfluos e sim, essenciais.

Essa mudança no comportamento da pessoas, vem fazendo com que esse segmento cresça exponencialmente em todo o mundo, afirma Aldina Duarte Ramos, diretora de Bem-Estar do Sofitel, Swissôtel e Pullman – chancelas que inauguram as ações deliberadas da organização nesse sentido.

A diretora conta que a decisão de motivar os clientes por meio de ações planejadas a viverem de maneira mais consciente em relação à saúde e a adoção dos pilares do Wellness não surgiram à toa. Uma pesquisa de mercado apontou esse comportamento, criando uma demanda concreta que os hotéis precisam atender.

A Rede francesa Accor conta com 04 unidades na linha Ibis e uma na linha Adagio na base do Sinhores Osasco-Alphaville & Região.