Como planejar sua empresa familiar para que seja bem sucedida, dicas que garantem o sucesso do negócio.

Trata-se de um empreendimento, como outro qualquer, onde os principais gestores são pessoas da mesma família. O negócio familiar é um empreendimento pensado com o objetivo de se passar de geração em geração, e por isso é importante planejar com clareza os objetivos da empresa a longo prazo.

Para manter o sucesso dos negócios familiares, os gestores devem seguir princípios básicos que vão do planejamento estratégico e sucessório até a profissionalização da empresa familiar.

Veja a seguir dicas para o sucesso de negócios familiares

1. Determinar metas e objetivos

Determine qual grau de importância do envolvimento da família na escolha da liderança na empresa;
Contrate profissionais externo; (empresa familiar não quer dizer que só pessoas da família podem participar dos negócios. Profissionalismo deve ser um dos princípios da empresa familiar)
Desenvolva a visão, as metas e objetivos para o negócio.
Defina objetivos de gestão para a próxima geração
Definir metas e objetivos são ações necessárias para o bom funcionamento da empresa.

2. Traçar tomadas de decisão Descentralize as informações;

Estabeleça processos e regras de decisões;
Defina regras de atuação;
Determine regras de convivência;
Defina regras de tomadas de decisão;
Definir pró-labore por mês;
Separar contas pessoais das contas empresariais.

3. Definir o plano de sucessão

Os sucessores devem ser preparados para assumir os negócios familiares;
Desenvolva papéis ativos e inativos para todos os membros da família;
Monte um suporte de guia funcional que auxiliará o sucessor na hora de assumir os negócios;
Monte um plano de sucessão atual;
Crie um plano de transição;
Cuidado com a prevalência do nepotismo na hora da escolha da sucessão, recorra sempre a um consultor jurídico.

4. Regras de Gestão Profissional

Preparação e qualificação dos membros da família para uma gestão profissional;
Elabore um planejamento estratégico profissional da gestão do negócio familiar;
Defina os processos operacionais e comerciais, principalmente no que se refere à preço dos os produtos e serviços, tornando-se mais competitivos no atual mercado;
Monte uma estrutura para captação de novos talentos, mesmo que não esteja dentro da família, profissionalizando sua equipe;
Defina a estrutura física, pensando sempre na ampliação do negócio;
Invista em novas tecnologias capaz de trazer inovação e maior produtividade;
Crie um contrato de compra e venda de cotas entre os familiares.

FONTE: SEBRAE