O Ministério do Turismo e o Desenvolve SP fecharam parceria para destinação de mais R$ 400 milhões a empresas do setor turístico pelas linhas de crédito do Fundo Geral do Turismo – Fungetur. O aditivo amplia a capacidade de auxiliar a recuperação e retomada das empresas paulistas de um dos setores mais impactados pela pandemia do coronavírus.

Para o presidente do SinHoRes Osasco – Alphaville e Região, Edson Pinto, a liberação do crédito vai socorrer muitas empresas que ficaram sem capital de giro nesse período de crise. “O setor ficou sem faturamento e o maior desafio das empresas, como agências de viagens, eram as garantias exigidas”.

O objetivo dessa linha de crédito é dar condições para que o turismo consiga sobreviver aos efeitos da pandemia e, assim, preservar empregos e se preparar para a retomada das atividades.

O Desenvolve SP v ai disponibilizar os recursos por meio de linhas de crédito com condições facilitadas – taxas reduzidas e prazos estendidos. As empresas podem solicitar crédito para capital de giro e financiamento para projetos de investimento, máquinas e equipamentos. As condições das três linhas Fungetur compreendem juros reduzidos de 0,41% ao mês e prazo estendido de até 120 meses, com até 36 de carência, além de garantia por meio do Fundo Garantidor e aval dos sócios.

Recursos

A liberação é resultado de constantes negociações realizadas pelo Desenvolve SP, com apoio da Secretaria Estadual de Turismo, para acessar mais recursos do fundo e continuar ajudando empreendedores.

Dentro do período da pandemia, o Desenvolve SP já liberou, somente pela linha Fungetur, mais de R$ 91 milhões em 498 operações de capital de giro.