Independente de ser uma hamburgueria tradicional, gourmet, de investir muito ou pouco dinheiro. É muito importante ter um plano de negócios. Então, se você deseja montar uma hamburgueria confira esse checklist exclusivo da para ter uma hamburgueria de sucesso:

  1. Estude o mercado de hamburguerias;
  2. Monte um planejamento financeiro;
  3. Defina seu público-alvo;
  4. Defina o formato da sua hamburgueria;
  5. Defina seus diferenciais;
  6. Monte seu time;
  7. Escolha o ponto de venda;
  8. Estabeleça seu cardápio e preços;
  9. Crie sua marca e invista em Marketing
  10. Sistema de Gestão
  11. Reinvista na sua hamburgueria.

Veja agora, em detalhes, cada um dos passos e dicas selecionadas.

Checklist: 11 passos para montar uma hamburgueria lucrativa

Essas podem ser perguntas para muitas respostas e que dependerão, é claro, de diferentes fatores. No entanto, os 11 principais passos para montar uma hamburgueria lucrativa, passam obrigatoriamente por esses pontos.

Então, aproveite para fazer o seu checklist! Ao fim de cada passo, responda as perguntas propostas e leia os insights dos nossos especialistas.

1 – Estude o mercado de hamburguerias

Muito além de um hobbypara ter uma hamburgueria de sucesso é preciso conhecer e dominar o mercado. E não basta só gostar de fazer ou apreciar o prato.  Abrir um negócio, independente do ramo, dependerá também de conhecimento.

Assim, busque informações de mercado, avalie as marcas e formas de atuação das hamburguerias já existentes, estude assuntos relacionados.

Responda:

  • Você já tem o conhecimento suficiente para abrir um restaurante?
  • Você se sente seguro sobre sua decisão? Seu propósito e motivação estão alinhados com o objetivo de ter um negócio?

Insights:

  • Se possível, visite pessoalmente algumas hamburguerias para buscar inspiração;
  • Liste os atributos que mais te agradam e desagradam nessas marcas;

2 – Monte um planejamento financeiro

Para sair do papel, um negócio precisa ter o mínimo de planejamento. Isso serve tanto para ter uma visão geral do projeto, quanto dos recursos disponíveis e necessários.

E esse planejamento deve incluir: recursos financeiros (investimento inicial, capital de giro) humanos (salários, comissões), recursos operacionais (local, equipamentos), recursos de marketing (criação e divulgação da marca).

Dependendo do modelo operacional da sua hamburgueria, os custos fixos e variáveis podem ser maiores ou menores. Planejar e gerenciar, estimar, determinar os orçamentos e controlar os custos é essencial nessa fase.

O investimento inicial para montar uma hamburgueria, pode variar de R$ 5 mil a mais de R$ 750 mil e o retorno do investimento é estimado, em média, em 60 meses, ou seja, 5 anos.

Responda:

  • Você tem todo capital necessário ou terá que buscar financiamento ou investimento externo?
  • Seu orçamento também considera todas as exigências tributárias e fiscais que você precisa atender?

Insights:

  • Busque pelo suporte de consultorias especializadas ou utilize os modelos de planilhas disponíveis pelo SEBRAE, por exemplo.

3 – Defina seu público-alvo

Antes mesmo de pensar no modelo ou formato da sua hamburgueria, é essencial definir o público que você pretende atender.

Cuidado para não restringir seu negócio somente a visão de produto. Quem paga para comer fora ou vai até um restaurante não está em busca somente de um “alimento”.

Como os consumidores estão cada vez mais exigentes e buscam por novas experiências, vale se atentar para as necessidades e desejos desses grupos, para propor inovações.

Responda:

  • Será que o consumidor de hambúrguer de final de semana é o mesmo que consome o hambúrguer como uma das refeições na semana?
  • Quais são as principais necessidades que essas pessoas têm e de que forma você e seu negócio podem contribuir para minimizar ou solucioná-las?

Insights:

  • Pesquise e avalie também os nichos de mercado. Existem muitas oportunidades escondidas e desprezadas por aí.

4 – Defina o formato da sua hamburgueria

As hamburguerias são tidas como o melhor exemplo de Fast Casual, unindo o conceito de fast food e casual dinning. Mas, certamente, já existe uma hamburgueria para cada tipo de gosto.

Definir o formato da sua hamburgueria irá mudar todo o planejamento, tanto em termos de marca e mercado, quanto em relação a operação.

Uma hamburgueria delivery dependerá de outra estrutura operacional, por exemplo. Além disso, pode demandar outros recursos exclusivos. Locais com atendimento na mesa, precisam de equipes de suporte disponíveis para ajudar os clientes.

Aqui não existe certo ou errado. Existe o que você considera ideal e depende do quanto você está disposto a investir.

Responda:

  • Qual será o modelo operacional da sua hamburgueria?
  • Qual será a sua abrangência geográfica ou de atendimento?
  • Qual será o seu canal de vendas prioritário?

Insights:

  • Além de pesquisar a concorrência, esteja atento também a outros modelos de negócios que podem ser adaptados ao seu.

 

5 – Defina seus diferenciais

Antes mesmo de pensar em um nome ou marca, faça o exercício de pensar nos diferenciais da sua hamburgueria.

Como todo mercado aquecido e já maduro, já existem muitas marcas estabelecidas e que contam com um público fiel. Por isso, é preciso ter uma proposta de valor clara, que faça com que sua hamburgueria de destaque e venda mais.

Lembre-se o hambúrguer pode ser o carro chefe, mas existem outros diferenciais que podem ser explorados. Entram nesta lista: ambiente, localização, atendimento, opções no cardápio, harmonização dos produtos, dentre outros.

Responda:

  • Por que os clientes devem escolher o seu hambúrguer?
  • Por que os clientes devem ir a sua hamburgueria?
  • O que fará com que eles visitem e voltem mais vezes a sua hamburgueria?
  • O que você oferecerá que o diferenciará dos concorrentes?

Insights:

  • Faça pesquisa com seu público-alvo ou clientes. Você certamente descobrirá necessidades ainda não atendidas e o tipo de experiência que eles mais valorizam.

6 – Monte seu time

Um dos pontos mais importantes para quem quer montar uma hamburgueria é ter um time qualificado. Para isso, a empresa já precisa estar formalizada. Ou seja, você já tem que ter um CNPJ.

Para atendimento em média de 40 a 50 clientes por dia, em um local fixo, por exemplo, são necessários: 1 chef de cozinha, 2 chapeiros, 1 auxiliar de cozinha, 1 estoquista/expedidor, 1 caixa/administrativo, 1 auxiliar de limpeza e no mínimo de 2 a 3 garçons.

Os recursos humanos vão variar, é claro, conforme o modelo de operação definido. Mas, é importante ter uma ideia dos talentos necessários. No início, você pode começar com uma equipe mais enxuta, mas se a operação escalar, terá que aumentar sua equipe ou investir em soluções para tornar sua operação mais eficientes.

Responda:

  • Qual é o time mínimo que você precisa para iniciar a operação?
  • Os papéis e funções estão bem definidos?

Insights:

  • Existem muitos cursos básicos e até especializados disponíveis na internet, de forma gratuita. Se qualifique e busque qualificar a sua equipe sempre.

7 – Escolha o local ou ponto comercial

Hamburguerias caseiras podem ser instaladas tanto em uma garagem, quanto em um foofdtruck ou foodbike. Tudo irá depender do formato operacional e conceito da sua hamburgueria.

O sucesso de uma hamburgueria está também em sua localização. E não só isso, a planta e o layout devem suportar e favorecer a operação. Tanto em função do formato/modelo da hamburgueria, quanto em relação às atividades, facilidade de localização e distribuição, por exemplo.

Você pode alugar ou comprar o ponto comercial. E esse valor, é claro, tem que caber no seu orçamento. Nesta fase de decisão, também é preciso avaliar junto a Prefeitura e órgãos específicos, todas as licenças necessárias para operar.

Opte por locais que já possam ser inaugurados em pouco tempo. Reformas e obras são mais recomendados para locais próprios e depois que a sua hamburgueria já estiver em fase de operação ou expansão. Nos estágios iniciais, vale buscar locais “mais prontos e baratos”.

Responda:

  • Qual seria o local ideal para abrir a sua hamburgueria?
  • Os locais visitados atendem suas necessidades operacionais ou demandariam reformas?

Insights:

  • Valide seu conceito, marca, produtos com o soft opening, que é uma forma mais rápida e econômica para testar a viabilidade do seu negócio.

8 – Estabeleça seu cardápio e preços

Definir o mix de produtos que você irá oferecer em sua hamburgueria também é um diferencial. Sabor e diversidade contam muito. Não esqueça também dos acompanhamentos, bebidas e sobremesas. Crie cardápios atrativos e use a engenharia do cardápio para chamar a atenção.

A estratégia de preço irá depender prioritariamente do planejamento de marketing. O preço pode ser definido com base no custo mais a margem que você estabelecer (markup) ou no valor percebido. Serviços com alto valor agregado justificam preços mais caros, por exemplo, mas precisam corresponder às expectativas dos clientes.

Responda:

  • Seu cardápio tem opções diversificadas?
  • Seus preços são competitivos ou justificam o valor agregado?

Insights:

  • Trabalhe com preços ou tabelas promocionais. Crie parcerias comerciais com empresas para oferecer desconto para seus colaboradores ou ainda espaços para happy hours, encontros, reuniões (se o espaço permitir).

9 – Crie sua marca e invista em Marketing

A marca deve estar refletida tanto nos materiais gráficos, quanto no layout e decoração do próprio local. Lembre-se de consultar os profissionais indicados para falar sobre o registro da marca.

Para que a sua hamburgueria possa ser reconhecida no mercado ou na sua região de atuação, é preciso criar uma marca conceitual única e investir em marketing.

Ter uma estratégia de marketing pode ser o segredo para vencer a sazonalidade comum deste mercado. Dê uma “cara” para a sua hamburgueria e estabeleça uma linha de comunicação com seu público-alvo.

Responda:

  • Quais canais você irá priorizar para se comunicar com os potenciais clientes?
  • Que benefícios você pode oferecer para os clientes?

Insights:

  • Invista na experiência dos seus clientes. Proporcione experiências gastronômicas e de atendimento únicas!
  • Estabeleça parcerias com marcas estratégicas que possam agregar ainda mais valor a sua hamburgueria.

10 – Sistema de Gestão

Um bom software de gestão de restaurante trás agilidades para as atividades e processos de um negócio bem “corrido”. O controle financeiro é essencial para o sucesso de qualquer negócio e é por isso que o melhor sistema para restaurantes e bares deve dar todas as ferramentas para isso.

Além disso, a automatização de pedidos, produção, estoque, financeiro, entre outras, esguarda o tempo do empresário permitindo que esse consiga compartilhar mais momentos com a família e para investir no que realmente importa em uma empresa.

Outro ponto importante é buscar conhecer como funciona a suporte do software, por mais que o sistema trabalhe de forma simplificada, duvidas podem surgir e uma ajuda é sempre bem vinda.

Sendo assim, para facilitar sua escolha, preparamos alguns tópicos sobre o que o GrandChef, o melhor sistema para restaurante.

Vamos ver alguns pontos que fazem um sistema de gestão atender as necessidades de um restaurante.

  • Frente de caixa;
  • Controle de mesas e comandas;
  • Pedidos Delivery;
  • Comanda eletrônica;
  • Automatizar o atendimento através de smartphone;
  • Impressão de pedidos nas áreas de produção;
  • Emissão fiscal ( cupom fiscal );
  • Controle de estoque e financeiro;
  • Cadastro de clientes;
  • Relatórios;
  • Suporte;
  • Dentre outros recursos.

11 – Reinvista na sua hamburgueria

Para se manter no mercado, é indispensável reinvestir na sua hamburgueria. Buscar inovar nos produtos, no cardápios, no ambiente, no atendimento, na experiência dos clientes.

Não pense você que conquistar espaço no mercado será uma tarefa fácil. A concorrência continuará a crescer e não há outra maneira de se destacar, a não ser sendo a melhor hamburgueria, prestando o melhor serviço, vendendo os melhores produtos.

Como um projeto de médio e longo prazo, os empreendedores a frente da hamburgueria também precisam fazer novas apostas no negócio.

Responda:

  • De que forma você pode reinvestir estrategicamente no seu negócio?
  • O que deu certo e que você pode repetir ou ampliar e o que deu errado e que você corrigir?

Insights:

  • Lembre-se de avaliar os aprendizados e feedbacks recebidos até o momento. Faça novas pesquisas com sua equipe e clientes. As respostas para o que você precisa não está nos livros.

Fonte: Sebrae