A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) reforçou a necessidade do registro de queijos artesanais dentro do Regulamento Técnico de Produção, Identidade e Qualidade Específica para Leite Ovino, que está em discussão no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

O assessor técnico da Comissão Nacional de Caprinos e Ovinos da CNA, Rafael Linhares, afirma que é urgente a necessidade de regulamentar a produção de queijos. Segundo ele, há muitos produtores dispostos a utilizar boas práticas para fabricação de queijos de qualidade, mas que estão na informalidade porque a regulamentação ainda não foi aprovada. “A CNA acompanha e reforça o pedido ao MAPA para que a publicação desse regulamento seja efetivada. Precisamos colocar o produtor brasileiro, em específico o de queijo artesanal, na formalidade para aumentar competitividade, além de ter maior atrativo de investimentos e mais expectativa de ganho na atividade”, declarou.

De acordo com o presidente da Câmara Setorial, Paulo Schwab, “temos que trazer essa produção para dentro da formalidade por meio de legislações específicas. Existe certa morosidade, mas acredito que logo conseguiremos colocar no mercado interno e externo um produto de excepcional qualidade, com total segurança para os consumidores”.

Adaptado do site Food News