A pandemia de Covid-19 explicitou algo que os especialistas em food service já previam: o restaurante do futuro está intrinsecamente ligado às soluções proporcionadas pela tecnologia. O isolamento social – e, em muitos casos, a obrigatoriedade de fechar os salões – fez com que as vendas por delivery, como as realizadas por aplicativos de entrega, apresentassem uma melhora de 94%.

Por mais que essa funcionalidade tenha, de fato, muito a agregar a bares, cafés, restaurantes e negócios análogos, ela não é a única ferramenta a revolucionar a experiência do público, e, ao mesmo tempo, melhorar a gestão e a competitividade do food service: o cardápio digital também atua em ambas as frentes.

O que é um cardápio digital?

O cardápio digital nada mais é do que a evolução do tradicional menu impresso, que, durante décadas, foi algo imutável no serviço de restaurantes. A tecnologia permite que o cliente analise os pratos e bebidas oferecidos a partir de monitores, totens de autoatendimento, tablets, e, até mesmo, celulares.

Quais tipos de cardápio digital existem no mercado?

Atualmente, a responsividade das plataformas não é mais um diferencial: trata-se de algo elementar para toda e qualquer ferramenta digital. O cardápio digital não é exceção: como pode ser usado de vários meios, ele está presente em diversos formatos no mercado, confira abaixo os principais:

Board menu

O board menu provavelmente é o tipo de cardápio digital mais tradicional e conhecido do mercado. Muito usado em praças de alimentação e estabelecimentos de fast food, ele nada mais é do que um conjunto de monitores de grande porte que mostra os pratos oferecidos pelo negócio.

Por mais que esse tipo de menu proporcione muita praticidade, ele não permite a mesma interação dos demais formatos. Por esse motivo, não tem o efeito de incrementar consideravelmente a experiência do cliente.

Totem de Autoatendimento

O totem de autoatendimento também se enquadra na categoria de cardápios digitais. Trata-se de um modelo criado especialmente para pedidos feitos no balcão: o totem substitui a função do atendente, permitindo que o restaurante aproveite a sua equipe em atividades mais estratégicas, como a tirada de dúvidas sobre os pratos oferecidos.

Como o seu próprio nome diz, trata-se de um totem com um tablet ou um monitor sensível ao toque na parte superior. O gadget permite que o cliente envie o seu pedido diretamente à cozinha, faça as personalizações que quiser e, caso use cartão de crédito ou débito, faça o pagamento automaticamente.

Cardápio digital para tablets

O cardápio digital também é uma ferramenta adequada para os restaurantes que funcionam apenas com atendimento à la carte. Nesse caso, é possível usar a versão para tablets: cada mesa tem o seu próprio dispositivo, permitindo que os clientes vejam fotos, vídeos e descrições sobre os pratos, para, em seguida, customizá-los e enviá-los direto à cozinha.

Solução que proporciona muito mais agilidade e autonomia para clientes, através de cardápios totalmente interativos. Além dos benefícios para o estabelecimento, possibilitando adicionar, remover, editar ou personalizar o cardápio digital com extrema facilidade. Tecnologia que proporciona benefícios reais para diversos modelos de negócio.

Cardápio digital com QR Code

Existe um tipo de cardápio digital que pode ser usado em qualquer dispositivo: o menu via QR code. Nessa modalidade, um QR Code que leva à carta fica à vista dos clientes, que podem escaneá-lo com as câmeras de seus próprios celulares. Isso torna a solução interessante para negócios que costumam atuar em eventos, além de estar se popularizando entre estabelecimentos de fast food.

Quais são as vantagens de se adotar o cardápio digital?

Como dito anteriormente, o cardápio digital é uma solução que traz benefícios tanto ao cliente quanto aos estabelecimentos de food service. Entre elas, estão:

Proporciona uma experiência diferenciada ao cliente

Atualmente, fatores como uma comida impecável, uma carta de vinhos bem selecionada e um serviço de primeira já não são o suficiente para atrair e reter clientes. O consumidor atual é mais exigente, e, assim, tem sede de inovação e tecnologia. A adoção do cardápio digital pode parecer uma mudança pequena na operação de um restaurante, mas é algo totalmente novo para o público. Consequentemente, pode ser um diferencial competitivo em relação à concorrência.

Facilita a customização de pratos

Além de uma operação diferenciada, o público atual privilegia bares e restaurantes que são flexíveis e permitem a customização dos pratos, seja removendo ou adicionando ingredientes. O problema é que, em um espaço com serviço tradicional, isso pode confundir e sobrecarregar os garçons, aumentando as chances de erros e insatisfação por parte do consumidor. Novamente, o cardápio digital funciona como vetor de uma experiência diferente para o público. Por meio de menus e botões específicos, bem como de campos de observações, é possível que cada consumidor dê o seu toque pessoal no pedido, aumentando as chances de que ele saia satisfeito.

Elimina custos com impressão

Entre aluguel, insumos e pessoal, as despesas de funcionamento de um estabelecimento de food service são consideráveis. Por essa razão, qualquer corte de gastos que possa ser feito sem prejudicar a qualidade da entrega ao público deve ser vista com bons olhos. Por mais que demande certo investimento inicial por parte do empreendedor, no longo prazo, o cardápio digital ajuda a reduzir as despesas operacionais do negócio. Isso, pois, caso haja mudanças no menu ou mesmo na identidade visual do negócio, não será preciso gastar com a impressão de novos cardápios: basta atualizar a plataforma.

Facilita uma maior variação no cardápio

O princípio da escassez é um dos norteadores da área de marketing e vendas. Na prática, isso significa que as pessoas tendem a sentir mais urgência em comprar um produto e serviço caso sintam que ele é escasso. No caso de bares e restaurantes, esse princípio pode ser aplicado em forma de pratos e bebidas de edição limitada, como os sazonais. Eles podem tanto remeter a determinada época do ano, como o Natal, quanto aproveitar ingredientes típicos de certa época. O cardápio digital facilita consideravelmente a adoção dessa estratégia. Como ele simplifica e elimina os custos das mudanças no mix de produtos, os itens de edição limitada podem ser adicionados e removidos de forma praticamente instantânea.

Reduz despesas com erros e falhas de comunicação

Por mais que ter o salão cheio seja o que o empreendedor do food service mais deseja, esses momentos podem gerar stress e constrangimentos para os clientes. Isso, pois, quando há muita demanda, é comum que os garçons se confundam, entregando pedidos errados. Eles, por sua vez, implicam em prejuízo para o negócio, já que devem ser substituídos sem custo para o consumidor. Mais uma vez, o cardápio digital se revela uma poderosa ferramenta de supressão de gastos desnecessários. Como os pedidos realizados através desta solução são enviados diretamente à cozinha e ao bar, as chances de erros caem consideravelmente.

Acelera o fechamento da conta

Em dias de salão cheio e com clientes em espera, entregar a conta rapidamente aos clientes que a solicitarem é fundamental para manter o movimento. O cardápio digital é de grande ajuda nessa tarefa: por ser um sistema informatizado, ele permite o fechamento das comandas de forma instantânea.

Como aproveitar ao máximo o cardápio digital em meu negócio?

Ainda que o cardápio digital, por si só, já proporcione uma série de benefícios ao seu negócio, existem algumas dicas a serem seguidas para tirar o máximo proveito da funcionalidade.

A primeira delas é contratar a solução junto a um fornecedor que possa suprir e atender a sua real necessidade. Itens como o suporte técnico e a experiência com o ramo de food service são ótimos critérios de seleção.

Da mesma forma, é muito interessante que o cardápio digital funcione de maneira plenamente integrada ao seu sistema de gestão ERP. Por mais que esse critério pareça apenas um detalhe, ele simplifica sensivelmente a gestão do seu negócio graças ao fluxo automatizado de informações entre as plataformas, agilizando consideravelmente diversos processos internos do seu negócio.

FONTE – ConnectPlug