Enquanto na Capital já entenderam o grave problema dos ambulantes e o combatem, em Osasco não se observa nenhuma ação efetiva, especialmente em relação ao comércio ilegal de alimentos.

Prefeitura de SP faz operação para combater comércio irregular no Brás

A Prefeitura de São Paulo realizou uma operação, na segunda-feira (26), contra o comércio irregular na região do Brás, centro de comércio popular no Centro da capital paulista. A operação foi implementada nesta segunda e vai até depois do carnaval.

Na sexta-feira (23), o SP1 denunciou, mais uma vez, a venda de espaços nas calçadas do Brás. Ambulantes ilegais pagam propina para conseguirem trabalhar na região.

De acordo com a Prefeitura, um mapeamento indicou que existem cerca de 1.200 ambulantes trabalhando sem Termo de Permissão de Uso (TPU) no Brás.

A operação, que conta com o apoio da Polícia Militar, visa combater os ambulantes em um quadrilátero de 22 mil quadrados entre o largo da Concórdia até Rangel Pestana e Rua do Hipódromo.

Segundo a administração municipal, a ideia é que a Guarda Civil Municipal (GCM) ocupe os espaços deixados pelos ambulantes que ocupam as vias irregularmente.

Cerca de 50 GCMs (Guardas Civis Metropolitanos) e 90 PMs da Operação Delegada participarão da ação no Brás, que se estenderá até depois do Carnaval. A ação conta também com medidas de zeladoria para recuperar o espaço degradado.