O governo do Estado de São Paulo aprovou a ampliação de seis para oito horas por dia do funcionamento de bares, restaurantes e similares, além de outros estabelecimentos de comércio e serviços, de cidades que estão na Fase 3 – Amarela, do Plano São Paulo. A medida passa a valer a partir de sexta-feira, 21/8.

A Fhoresp (Federação de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado de São Paulo), na qual o presidente do SinHoRes Osasco – Alphaville e Região, Edson Pinto, também é vice-presidente de relações governamentais, enviou ofício solicitando a ampliação do atendimento ao secretário de Turismo de São Paulo, Vinicius Lummertz.

“Atualmente, os estabelecimentos de alimentação fora do lar só podem ficar abertos seis horas por dia, em período contínuo ou fracionado. A ação da Fhoresp e do SinHoRes pedindo a ampliação, além de outras questões que ainda estão em discussão, foi essencial para o governo autorizar a medida. Vale lembrar que quando o estabelecimento fica aberto por mais tempo, o atendimento é diluído, evitando maior concentração de pessoas e, consequentemente, de aglomeração, principalmente no entorno do local, já que o setor trabalha com atendimento reduzido”, afirmou Edson.

Mesmo com a ampliação do horário, os estabelecimentos na Fase Amarela podem ficar abertos apenas até às 22h. “Demos mais um passo, mas, agora, nosso objetivo é conseguir a autorização para que o setor possa ficar com as portas abertas até às 24h. Essa ampliação é muito importante, principalmente, para os bares, que tem maior movimento no período noturno”, completou o presidente.