O mercado de trabalho vem se adaptando desde que a pandemia de covid-19 começou. Adoção de trabalho híbrido, horários flexíveis e expansão do home office foram algumas das mudanças implementadas para não só conter o avanço da doença, mas também para promover uma melhor experiência do colaborador.

Um dos primeiros passos para fortalecer o engajamento e a motivação dos funcionários é investir em tecnologia. Divulgado pela IBM Institute for Business Value, o relatório Find Your Essential mostrou que 20% das organizações que priorizam o investimento em tecnologias para posicionar melhor o trabalho híbrido ou o home office tiveram um desempenho superior. As inovações englobam o uso do armazenamento em nuvem, Inteligência Artificial (IA), internet das coisas (IoT) e automação.

Com a implantação de novas tecnologias e a consciência de que o retorno à modalidade presencial de trabalho não irá acontecer em 2021, quais tendências líderes e CEOs devem aplicar no pós-pandemia? Confira a seguir:

1. CONECTAR E ENVOLVER OS COLABORADORES
Para ter uma rotina de trabalho flexível, é preciso contar com ferramentas de interação e suporte aos funcionários. Sendo assim, vale a pena investir em pesquisas de satisfação para entender melhor a experiência do colaborador e, com isso, encontrar dispositivos inteligentes que promovam um envolvimento entre os colegas de equipe, mesmo que virtualmente.

2. DIVERSIDADE E ACESSO
As organizações devem se mostrar abertas e disponíveis para receber novas ideias e pessoas, ampliando a diversidade em termos de gênero, raça, origem, entre outros. Dessa forma, é possível reduzir as desigualdades do mercado de trabalho e, além disso, a própria empresa se beneficia com a chegada de novos profissionais, fomentando a criatividade e a inovação.

3. SAÚDE MENTAL, BEM-ESTAR E SEGURANÇA
Para melhorar a experiência do colaborador, é importante criar espaços de distanciamento, aderir aos protocolos de saúde, adotar procedimentos de higienização e manter a saúde e o bem-estar dos seus funcionários, dando suporte psicológico para enfrentar esse cenário difícil.

4. FLEXIBILIDADE
Além de contribuir com a maior sensação de segurança do colaborador, ter um trabalho flexível é uma forma de adequar o itinerário da empresa à rotina e à dinâmica dos funcionários.

Consequentemente, isso geraefeitos positivos na produtividade da equipe, na satisfação dos colaboradores e, por fim, na retenção de talentos.

5. INVESTIMENTO EM TECNOLOGIAS
Segundo pesquisa da Lenovo, metade dos trabalhadores das médias e pequenas empresas relatam atrasos ou desafios na obtenção de apoio de TI. Por essa razão, o investimento em tecnologia é fundamental para melhorar a organização e a gestão do tempo, dinamizar tarefas e, além disso, contribuir com os cuidados de segurança de dados e privacidade.

Conhecer as tendências pós-covid e os investimentos tecnológicos é fazer a diferença na experiência do colaborador e contribuir com o melhor desempenho da sua empresa neste novo momento.

Fonte: Panrotas