A transformação feita pela internet tem nos impactado de várias formas como nos relacionamos de maneira pessoal, profissional e comercialmente. As mídias sociais são todas as plataformas ou canais de comunicação que podem conectar pessoas, empresas, causas ou lugares, por meio da tecnologia da informação, fazendo uso principalmente da rede mundial de computadores: a internet.

A diferença entre mídias sociais digital e marketing digital é que o marketing digital nada mais é do que ações de marketing aplicadas no ambiente virtual, e fazendo uso de recursos como as redes sociais digitais, e-mail e sites, entre outros.

Algumas pessoas afirmam que se você não tem um “pé” na internet, você não existe! Mas como funciona esse emaranhado de siglas, nomes e tecnologias que nos envolvem 24 horas por dia e literalmente em todos os lugares? Não é fácil!

A mobilidade proporcionada pela telefonia nos “libertou” da mesa onde ficava nosso computador, permitindo uma hiperconectividade e interação nunca antes experimentada. Aliás, a experiência é um fator que influencia cada vez mais a decisão de compra do consumidor e se transformou num desafio da comunicação para as empresas, que exigem criatividade na construção de propostas para soluções inovadoras.

Google constitui-se na principal e mais popular ferramenta de busca da internet, e tem como principal fonte de receita a prestação de serviços de publicidade por meio de sua plataforma, o Google Ads. Entre as muitas possibilidades da ferramenta, está a sua capacidade de segmentação, que será de grande valia no direcionamento da publicidade, que pode ser feito de muitos modos: público-alvo, palavras-chaves, horário de exibição, demográficas (idade, local, idioma), programação (dia, horário, frequência), dispositivos conectados, entre outros.

As redes sociais têm se tornado um meio de comunicação muito importante na era digital, pois ela conecta os usuários (pessoas e/ou empresas) de maneira instantânea, permitindo uma pluralidade de compartilhamentos, na busca de informações sobre qualquer tipo de assunto.

Facebook é uma rede social que tem dominado o mercado, superando a marca de 2 bilhões de usuários (2017). Possibilita uma série de recursos de publicidade dentro da plataforma, possibilitando, além do compartilhamento, uma série de outras possibilidades de interação como a criação de eventos, registro de que as pessoas se encontram fisicamente em determinado local/empreendimento, muito útil para mostrar que o usuário frequenta aquele determinado lugar.

Instagram já bateu a marca de 1 bilhão de usuários, e tem como sua principal característica o compartilhamento de fotos e vídeos. O público do Instagram tem se apresentado com uma faixa etária menor do que a do Facebook, por exemplo. Como o foco é a de exibição de imagens (fotos, ilustrações e vídeos), possui uma interação mais ágil, o que pode justificar essa preferência dos mais jovens. A plataforma também oferece três opções de interação: a conta pessoal, a conta de empresa e a conta de criador de conteúdo, onde cada tipo de perfil oferece um conjunto de ferramentas para monitorar o tráfego no perfil.

Para quem gosta de vídeos, o Youtube é uma ótima ferramenta de interação social, onde são disponibilizados os mais diversos tipos de vídeos, com duração e qualidade de imagens diversificada. O material disponibilizado no Youtube pode ser integrado diretamente a outros sites e blogs. A publicidade pode ser feita por meio de campanhas publicitárias na exibição dos vídeos, que seguem estratégias de segmentação semelhante ao do Google, ou também pela quantidade de pessoas inscritas nos canais da plataforma. Os vídeos, pela sua dinamicidade e interação, são tendências cada vez mais presentes nas mídias sociais digitais.

Além dessas plataformas, outras ferramentas, como sites de reservas, com destaque para Booking e TripAdvisor, podem ser oportunidades de compartilhamento de opiniões e experiências dos usuários. O principal, o monitoramento do que os clientes falam sobre a sua empresa, de tal forma que se desenvolvam ações tanto para possíveis correções quanto para o aprimoramento do que é feito, garantindo uma melhora contínua do seu produto ou serviço. Essas ferramentas impactam, sobretudo, alguns setores da economia como de hospedagem, gastronomia e entretenimento, entre outros, onde é possível consultar as experiências de outras pessoas. Detalhar fatos, curiosidades e outros, se converte em um importante recurso interativo entre cliente e fornecedor.

Outras plataformas também podem ser integradas, como WhatsAppWhatsApp BusinessLinkedin, blogs, entre muitas possibilidades. O que de fato deve-se ter em mente quando se trilhar esse caminho é que, publicações, isoladas e pontuais, dificilmente gerarão algum tipo de retorno. As ações devem ser planejadas, coordenadas, sistematizadas e segmentadas; ter constância e geração de conteúdos pertinentes para o público que se deseja atingir, a fim de promover a simpatia e o engajamento das pessoas com a sua marca. Lembre-se: mais importante do que o número de seguidores é a relevância do conteúdo oferecido.

Fonte: Infood